O Ministério Público de Nova Odessa (MP) instaurou um inquérito civil para apurar se houve crime de improbidade administrativa por parte do prefeito Benjamim Bill (PSDB). A ação trata da isenção de IPTU concedida pelo prefeito à empresa A Executiva.

Noticiado pelo jornalista Lucas Camargo em dezembro de 2017, o prefeito Bill concedeu isenção de 100% no IPTU da empresa A Executiva por 10 anos. A isenção foi dada através do Decreto n. 3725 de 18 de dezembro de 2017.

Segundo a promotora Beatriz Binello Valério, se irregularidades forem confirmadas poderá ser configurado ato de improbidade administrativa. “Os elementos trazidos, se confirmados, revelam condutas que configuram ato de improbidade administrativa que causam lesão ao erário e violam os deveres atinentes à atividade pública administrativa, bem como atenta contra os princípios da administração pública”, diz o despacho.

O inquérito civil tem duração de 180 dias e irá investigar, por ora, o prefeito municipal Bill, o vice-prefeito Oscar Berggren Neto, a empresa A Executiva e a Câmara Municipal de Nova Odessa.

2 thoughts on “MP instaura inquérito para apurar crime de improbidade”
  1. Mas uma palhaçada deste nosso nobre prefeito Bill!! Nós somos obrigados a pagar impostos abusivos (digo abusivos porque o nobre prefeito aumentou em mais de 400% nosso IPTU e agora quer ISENTAR UMA EMPRESA?? DEVE ESTAR DE BRINCADEIRA!! então primeiro abaixa o valor que aumentou que era mais que justo!! Deve ser do vice, do prefeito ou de algum parente dele essa empresa SÓ PODE SER!!!

    1. Mas uma palhaçada deste nosso nobre prefeito Bill!! Nós somos obrigados a pagar impostos abusivos (digo abusivos porque o nobre prefeito aumentou em mais de 400% nosso IPTU e agora quer ISENTAR UMA EMPRESA?? DEVE ESTAR DE BRINCADEIRA!! então primeiro abaixa o valor que aumentou que era mais que justo!! Deve ser do vice, do prefeito ou de algum parente dele essa empresa SÓ PODE SER!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *